Novas regras para bagagens

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) aprovou algumas mudanças na regulamentação do transporte aéreo brasileiro visando a diminuição no valor das passagens aéreas, aumento da concorrência no setor e maior clareza em relação às obrigações das companhias aéreas. Essas mudanças entram em vigor na próxima terça-feira (14/03/2017).
Uma das mudanças é sobre o fim da franquia obrigatória de bagagem despachada, que está gerando muitas dúvidas nos consumidores. Abaixo listamos estas mudanças para eliminar estas dúvidas.

FRANQUIA DE BAGAGEM

Como é? Todo passageiro tem direito a uma mala de até 23 kg para vôos nacionais e duas malas de até 32 kg para vôos internacionais.

O que muda? As companhias aéreas utilizarão seus próprios critérios para cobrar (ou não) pela bagagem despachada.

BAGAGEM DE MÃO

Como é? Todo passageiro tem direito a levar consigo uma mala pequena de até 5 kg e um volume de mão como bolsas, mochilas ou sacolas.

O que muda? O limite de peso sobe de 5 kg para 10 kg para a bagagem de mão e continua permitido o volume de mão (bolsas, mochilas ou sacolas).

BAGAGEM EXTRAVIADA

Como é? A companhia aérea tem até 30 dias (a contar da data da reclamação) para indenizar o cliente.

O que muda? A companhia aérea terá 7 dias (a contar da data da reclamação) para indenizar o cliente.

 

Algumas companhias já se pronunciaram em relação às regras que irão adotar.
Abaixo listamos algumas delas:

LATAM


A cobrança vai variar de acordo com o peso da bagagem e destino. No caso dos voos domésticos, o valor pode chegar a R$ 200, dependendo do peso da mala. Na América do Sul, o excesso de peso (entre 34 e 45 quilos) será taxado em US$ 180, e em outros voos fora do país, em US$ 200.

Segundo a Latam, os passageiros dos vôos nacionais vão pagar R$ 50 para despachar malas de até 23 kg nos próximos meses.

AZUL


A Azul continuará oferecendo normalmente a franquia de bagagens de 23 kg em seus vôos domésticos e manterá os preços das passagens praticados atualmente. Haverá uma nova opção de tarifa que será disponibilizada gradativamente com preços menores para quem não despacha bagagens.

GOL


A Gol informou que terá uma classe tarifária mais barata para os clientes que não despacharem bagagem e irá oferecer a opção de adquirir uma franquia que será calculada por unidade levando em consideração as dimensões e peso da bagagem mas não informou os valores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *